Grupo de suporte

Promovendo a

Cultura da Paz e

da Não-Violência

logo.png

É POSSIVEL CONSTRUIR UMA CULTURA DE PAZ?

Nós da CHA Comigo CHA Conosco!, acreditamos que sim!

Entendemos a cultura de paz, como um espaço social onde um conjunto de conhecimentos, crenças, costumes e ações são praticados pelas pessoas revelando a nossa humanidade pacífica em nosso cotidiano. E a medida que é compreendida e partilhada no espaço coletivo manifesta-se como cultura.

A cultura de paz quando começa dentro de cada indivíduo, fortalece uma consciência pacífica que passa pelo conhecimento e aceitação da própria natureza física, emocional, mental e espiritual, suas vulnerabilidades e potencialidades.

Isto não significa alcançar um estado de plenitude estável, significa, sobretudo, lidar com a complexidade humana e então, construir sentidos e ações intencionados para um convívio harmonioso considerando e respeitando a diversidade e pluralidade que move a mudança contínua de nossa sociedade planetária de forma sustentável.  A ação de cada pessoa é relevante nessa imensa rede de vida pulsante. Talvez seja essa mais uma possibilidade prática da frase de Gandhi que tanto inspira a todos nós, “ seja a mudança que você quer ver no mundo”

 

Nossa

Visão

Pessoas que cultivam a PAZ promovem e praticam a não violência. Queremos oferecer oportunidades para melhorar o CONVÍVIO ENTRE PESSOAS, reduzindo o stress provocado pelas dificuldades impostas por situações sociais adversas.

Nossa

Missão

Apoiar o DESENVOLVIMENTO de COMPETÊNCIAS pessoais e coletivas na construção de uma CULTURA DE PAZ. 

Nossos Valores

1

Consciência no presente como condição ser e estar no mundo

2

Integridade de pensamentos, sentimentos e ações incluindo as polaridades

3

Simplicidade para criar com leveza e sustentar grandes ideais

4

Liberdade para viver com autenticidade e empatia, validando as diferenças

5

Inovação como fluxo de conhecimento contínuo

Nossos Pilares

POSSIBILITAR O DESENVOLVIMENTO HUMANO

SUSTENTABILIDADE NA SUA FORMA MAIS AMPLA

(ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso)

SER UMA CONEXÃO SOCIAL E COLABORATIVA

POSSIBILITAR DIÁLOGOS COM AS DIVERSIDADES E PLURARIDADES CULTURAIS

O acrônimo C H A refere-se a uma ferramenta da administração que serve para designar CONHECIMENTO, HABILIDADE ATITUDE, tríade responsável por ampliar o sentido de COMPETÊNCIA.

C

Se refere ao CONHECIMENTO (saber) sobre um determinado assunto, aplicando se ao fato de a pessoa possuir certo KNOW-HOW a respeito de algo que tenha valor para ela mesma e ao ambiente a qual ela faz parte e interfere. É o que podemos chamar de SABER propriamente dito.

H

Corresponde à HABILIDADE (saber fazer) de oferecer ações colocando em prática o conhecimento teórico adquirido ao gerar SOLUÇÕES EFETIVAS. Consiste, portanto, na sabedoria para executar uma ação.

A

Remete-se à ATITUDE assertiva e proativa, ou seja, corresponde à postura de não esperar que as coisas aconteçam aleatoriamente. Caracteriza-se pela INICIATIVA de entender a situação e SABER AGIR de forma autônoma e eficiente. É a vontade PRÁTICA do querer fazer.

histórico

A Chá Comigo, Chá Conosco já existe, enquanto coletivo, desde 2006. Iniciou-se quando um grupo de amigos praticantes de yoga resolveu dar oficinas de yoga para crianças, jovens e adultos em festivais culturais e escolas públicas. Eles adotaram a metodologia da administração de desenvolvimento e construção de competências “CHA” (Conhecimento, Habilidade e Atitude) para levar os fundamentos do yoga. Em 2013, na cidade de Louveira/SP, esses amigos, com o apoio dos alunos de yoga, fundaram a OSC – Organização da Sociedade Civil, Associação Chá Comigo Chá Conosco.

Inicialmente se inspirou nas diretrizes da UNESCO na promoção de uma Cultura da Paz e não violência, e teve como referência os seis pilares do manifesto 2000:

  1. Respeitar a vida: Respeitar a vida e a dignidade de cada ser humano sem discriminação nem preconceito.

  2. Rejeitar a violência: Praticar a não violência ativa, rejeitando a violência em todas as suas formas: física, sexual, psicológica, econômica e social, em particular contra os mais desprovidos e os mais vulneráveis, como crianças, adolescentes e idosos. 

  3. Ser generoso: Compartilhar meu tempo e meus recursos materiais no cultivo da generosidade e pôr um fim à exclusão, à injustiça e à opressão política e econômica.

  4. Ouvir para compreender: Defender a liberdade de expressão e a diversidade cultural privilegiando sempre o diálogo sem ceder ao fanatismo, à difamação e à rejeição.

  5. Preservar o planeta: Promover o consumo responsável e um modo de desenvolvimento que respeitem todas as formas de vida e preservem o equilíbrio dos recursos naturais do planeta.

  6. Redescobrir a solidariedade: Contribuir para o desenvolvimento da minha comunidade, com a plena participação das mulheres e o respeito aos princípios democráticos, de modo a criarmos juntos novas formas de solidariedade.

Com o passar do tempo, a organização criou seus próprios pilares e reestruturou-se com o propósito de aproximar o conceito e as práticas de cultura de paz ao cotidiano das pessoas.

Iniciativas e Ações